24 de junho de 2010


Vou andando devagar, olhando para um lado para o outro, rindo ali, pensando aqui de repente, vejo você na minha frente, e até pararia de andar, se você não fosse, estacionamento proibido.

[Martha Medeiros]

2 comentários:

por Samuel Avner disse...

Quem sabe talvez uma exceção, ou talvez uma alteração, na bendita placa de proibido, que fez o teu coração, bater inibido.

Adorei teu blog, vou seguir. Visite o meu também
http://rabiscosderealidade.blogspot.com/

Perto de Mim disse...

As vezes é bom estacionamento proibido...

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!