5 de junho de 2010

Alma Nua

...Ó meu Pai, dá-me o direito
De dizer coisas sem sentido
De não 'ter' que ser perfeito
Pretérito, sujeito, artigo definido
De me apaixonar todo dia
De ser mais jovem que meu filho
E ir aprendendo com ele
A magia de nunca perder o brilho
Virar os dados do destino
De me contradizer, de não ter meta
Me reinventar, ser meu próprio Deus
Viver menino, morrer poeta...



[Vander Lee]

5 comentários:

Francorebel disse...

Acho que você não é a única a pedir tais coisas... valeu!

Francorebel disse...

Tô te seguindo!

Heinz disse...

gostei do layout do seu blog =)

tiriricadejesus disse...

Nossa show esse poema. Será garimpado em meu marcador GRANDES OBRAS. Álias,vc foi a "culpada" por eu conhecer a tal Tati Bernardi. Muito bom as garimpagens. Parabéns.

Meu blog parece com o teu em dois marcadores. Tb escrevo poesias, raps e prosas desde os 12 anos.

Se puder ler, leia: http://loucosporvirtude.blogspot.com/2010/02/o-que-e-ser-cool.html

Sucesso com seu blog
desculpe os links [não estou logado na conta do Blogger], e então os deixo para ser identificado depois.

Bjks e fik com Deus

TJ do loucosporvirtude

Ialy Darc disse...

TJ obrigada! que bom que gostou
eu sempre garimpo blogs alheios rs e por isso tou conhecendo exelentes autores e textos, a Tati é uma.
bjs

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!